23/06/09

André Madeira

Iniciou os seus estudos musicais com Américo Fernandes e o estudo da guitarra clássica com Ragner Tovar.
Frequentou o Conservatório Calouste Gulbenkian de Aveiro, tendo como professor de guitarra Miguel Lelis.
Ingressou depois no Departamento de Comunicação e Arte da
Universidade de Aveiro, onde foi acompanhado até ao quinto ano da
Licenciatura em Ensino da Música, por Paulo Vaz de Carvalho.
No ano 2000, ao abrigo do Projecto Erasmus, iniciou os estudos na Hochschule für Musik Köln, sob a orientação de Roberto Aussel.
Ingressou, de seguida, como aluno, nessa mesma escola alemã, prosseguindo estudos de guitarra e de música de câmara ainda sob a orientação de Roberto Aussel, tendo-se diplomado em 2005.
Estudou também, durante cinco anos na Hochschule für Musik Köln, música contemporânea e improvisação, com o pianista Paulo Álvares, integrando o Ensemble de Improvisação e Música Aleatória da Musikhochshule Köln, orientado pelo mesmo pianista, tendo-se apresentado em várias cidades da Alemanha, Bélgica e Itália.
Frequenta actualmente o “ Master de Guitare – Enseignement Supérior Artistique de Type Long”, sob orientação de Odair Assad, no Conservatoire Royal de Mons – École Supérieure dés Arts, Musique Théâtre Déclamation, na Bélgica.
Durante o seu percurso artístico participou em cursos de guitarra com David Russel, Costas Cotsiolis, Roberto Aussel, Eduardo Issac, Ricardo Gallen, Álvaro Pieri, Joaquin Clerche Josef Zsapka, Ricardo Baranzano, Paulo Vaz de Carvalho, Paulo Amorim e Paulo Alvares.
André Madeira tem-se apresentado a solo em várias localidades de Portugal e também em França, Itália, Alemanha e Bélgica.

Bruno Pinho

Nasce em Àgueda, Janeiro 1982. Nos anos 90 estuda no Conservatório de Música de Àgueda. Mais tarde estuda com Luís Lapa, Paulo Pinto, Artur Fernandes, Paulo Gomes, Maria Paula Marques. Workshops com Jonathan Kreisberg, Heike Brockmann, Pedro Madaleno, José António Rodrigues, Carlos Bica, Benjamin Verdery, Mário Pavon, John Scofield, Bernardo Sasseti. participa em Intercâmbios Culturais de caracter musical em Lubliana, Leicester, Seinajoki, Praga. Actualmente frequenta a Licenciatura em Música no Instituto Piaget em Viseu, na classe de guitarra do professor Augusto Pacheco. Entre colaborações em Concertos lembra Miguel Calhás, Marcos Cavaleiro, Artur Fernandes, Brian Carvalho, Luis Lapa, Tiago Abrantes, Alexandre Frazão, Marco Figueiredo, Luís Fernandes, Anibal Almeida, André Varandas, Luís Cardoso, Bitocas, Danças Ocultas, Ricardo Lameiro, Luís Fernandes, Xico Bandinha, Bruno Oliveira, Tutty, Manuel júlio, Pajó, Miguel Cardoso, , Bruno Pinto, Joaquim Rodrigues, Chico Cardoso.

Rui Oliveira

Sonoplasta e músico, fez o Curso Profissional de Engenharia de Som na Escola Microfusa em Barcelona (reconhecida pela AES, Sociedade de Engenheiros de Áudio), especializando-se em “Espectáculo e som ao vivo” e “Som em cinema”. Simultaneamente frequentou o Curso de Música no Conservatório Oficial de Música de Badalona na Área Jazz. Depois de ter trabalhado, em Barcelona, em várias empresas de som como free-lancer e tocar em vários projectos musicais catalães, regressa a Portugal. Desde 2005, integra a equipa permanente da d’Orfeu Associação Cultural com funções de Direcção Técnica, Técnico de Som, Sonoplasta e Produtor. Entre muitos outros registos, foi responsável pela captação, edição, mistura e co-responsável pela masterização do CD “Toques do Caramulo é ao Vivo”, editado em 2007 pela d’Orfeu.
Musicalmente, expressa-se na busca e na pesquisa de novas formas de interacção entre músicos. A formação é uma das áreas à qual se dedica há vários anos.