10/09/09

Tema proposto para os exercícios finais

O MAR


Propomos o Mar como tema central para o trabalho a desenvolver durante as 5 semanas do atelier de realização de documentário. Quando pensamos nos Açores surgem-nos logo imagens da imensidão do mar. Numa ilha, o mar e a terra estabelecem logo à partida uma relação de complementaridade.

Em S. Miguel o mar é uma presença constante e não apenas visualmente. O mar está no centro da cadeia de actividades da ilha, indo além da pesca ou das actividades lúdicas que lhe estão directamente ligadas. No passado e no presente, o mar sempre teve um papel fundamental na vida dos que habitaram e habitam em S. Miguel. A sua influência no clima é determinante para a paisagem da ilha, para a agricultura, para a gastronomia. Foi pelo mar que chegaram e continuam a chegar pessoas e mercadorias: ao mesmo tempo que a isola também a permite alcançar. Os portos de pesca, o porto de mercadorias e mais recentemente o porto de cruzeiros são lugares de confluência de pessoas e actividades com quotidianos próprios. Por outro lado o mar por vezes é uma presença inusitada que faz ver as coisas que já conhecemos de outra maneira. Simultaneamente o isolamento provocado pelo mar torna a ilha num lugar de refúgio.

O mar irá ser neste atelier o veículo proposto para encontrar histórias, personagens e situações, um ponto de partida para uma busca pessoal sobre o que nos rodeia e que terá como móbil a realização de um curto filme. Propomos o mar como tema geral de forma a que a partir daí cada um vá encontrando o seu ponto de interesse, procurando pontos concretos que queira aprofundar e sobre os quais pretenda criar o seu olhar. O que pretendemos é que se trabalhem visões pessoais sobre as diferentes e múltiplas formas como o mar determina a vida em S. Miguel e o seu dia a dia.

A proposta é que estes filmes sejam realizados sem recurso a entrevistas, voz-off, ou música, recorrendo antes a um método de observação em que cada participante trabalha a realidade através da imagem e do som, sendo dirigido por aquilo que sente e quer dizer. Na escolha dos temas de trabalho estas condicionantes e também o curto período em que se irão desenvolver os trabalhos (5 semanas é um curto período de tempo para a realização de um filme), devem ser tidas em conta, de forma a encontrar temas vivos e circunscritos a um lugar ou um pequeno número de personagens.